Eternidade no coração

8 mar

Livro de Eclesiastes - Capítulo 3  - Versículo 11

Por: Filipe

“Tudo fez Deus formoso no seu devido tempo; também pôs a eternidade no coração do homem, sem que este possa descobrir as obras que Deus fez desde o princípio até o fim”.

Estamos cansados de ver as notícias na televisão a respeito de esquemas de corrupção no Brasil. E a gente sempre se pergunta: Por que esses caras, que já estão tão ricos, continuam roubando? Porque eles sempre querem mais? Realmente fica difícil de entender onde e quando essas pessoas ficarão saciadas e vão deixar em paz o dinheirinho dos outros. Recentemente veio a tona também um caso de um jogador da seleção inglesa de futebol, John Terry, que se envolveu com a esposa de um companheiro de seleção, Wayne Bridge. Eu me perguntei o que leva um cara casado com uma linda mulher buscar prazer na mulher alheia (e ainda na mulher do amigo!). No mesmo contexto, também em intriga o que leva as pessoas a colecionarem centenas de curtas relações e, muitas vezes, três, cinco, ou dez relacionamentos ao mesmo tempo. Não estão satisfeitos com um?!?!?!

Outro dia eu estudei com minha irmã mais nova sobre a idéia de medidas de capacidade. Eu estava explicando pra ela que, pra encher uma jarra de 1 litro, nós precisamos de 1 litro de água. Pra encher uma garrafa de coca coca de 2 litros, bastam 2 litros de refrigerante. Saindo dos líquidos… Pra encher um maracanã, com capacidade pra 82.000 pessoas, basta colocar 82.000 torcedores lá dentro. E por aí vai.

Agora como é que a gente faz pra encher algo que é eterno, infinito? Quantos mil litros de água? Quantos dólares? Quantas namoradas?

Deus colocou a eternidade no nosso coração. E é por isso que a gente sente esse vazio tantas vezes. Claro! Tem um vazio do tamanho do infinito dentro de nós! Sentindo esse vazio, algumas pessoas tentam preencher com dinheiro. E aí elas vão ganhando dinheiro… Mas o vazio continua. E elas tentam mais dinheiro, mas o vazio continua grande. Aí elas começam a roubar dos outros. Já estão podres de ricas, mas continuam atrás de mais dinheiro. E o vazio continua grande… Outras pessoas tentam preencher o vazio com mulheres. E aí vão atrás de uma, de duas, de três, e não param. Já têm a disposição as mulheres mais lindas do mundo, mas ainda querem mais. Vão atrás das mulheres dos amigos, dormem com duas, três mulheres ao mesmo tempo, etc. Mas o vazio continua grande… Não deu pra preencher nem a metade. Outras pessoas vão atrás de fama. E tentam preencher o vazio assim. Outras tentam preencher com viagens e aventuras. Outras tentam preencher com trabalho e apostam tudo na vida profissional lutando por promoção atrás de promoção. Mas o grande vazio permanece lá. Intacto.

Mas então… Como é que vamos preencher um vazio do tamanho da eternidade? Ora, vamos preencher com aquilo que é eterno. E quem é eterno? Só Deus é eterno! Na medida que vamos dando espaço para Deus habitar nosso coração, esse vazio vai sendo preenchido. E Deus tem tamanho suficiente pra preencher todo ele. E aí a gente percebe que não precisamos de milhões de dólares, de 10 namoradas, de promoção atrás de promoção no trabalho e etc. Somente e suficientemente Deus preenche esse vazio eterno do nosso coração. E não há nada melhor do que viver com esse vazio preenchido. A reflexão é pensarmos se estamos dando espaço pra Deus nos nosso corações ou se estamos, em vã tentativa, preenchendo o vazio do coração com coisas pequenas diante da eternidade de Deus.

Que Deus nos dê uma ótima semana!

About these ads

4 Respostas para “Eternidade no coração”

  1. Douglas março 8, 2010 às 4:44 pm #

    =)
    gostei muito do post, principalmente da analogia do preenchimento:
    se as nossas necessidades são infinitas, só Quem é infinito que pode preencher

  2. Andrêssa Tripode abril 29, 2010 às 8:32 pm #

    Amei o post também… Que texto didático! (aqui quem fala é uma professora), mas mais que isso… singelo!
    Se a capacidade das nossas necessidades é infinita, nada, nem ninguém além de Deus pode preencher.
    Beijos

  3. Nágila Soares novembro 21, 2011 às 1:32 pm #

    amei a postagem, parabéns!

Trackbacks/Pingbacks

  1. Os números de 2010 « Filipe & Cibele - janeiro 3, 2011

    [...] Eternidade no coração março, 2010 2 comentários 5 [...]

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

Seguir

Obtenha todo post novo entregue na sua caixa de entrada.

%d blogueiros gostam disto: